• Programa Primeiro Emprego

OGE

04/01/2018 16:01

Ouvidoria Geral registra 379 mil manifestações em 2017

A Ouvidoria Geral do Estado (OGE) registrou um aumento de 248.455 mil manifestações em 2017, no período de 1º janeiro a 31 de dezembro , em relação a 2016, que registrou 130.708 mil. Até o dia 31 de dezembro de 2017, a OGE recebeu 379.158 mil manifestações referentes aos serviços públicos estaduais e atuação do Governo do Estado.

Desse total, 98,72% já foram encerradas e 89,98% foram respondidas no mesmo dia. Dos registros, 87,44% foram classificados como pedidos de informação, 8,05% representa reclamações, seguido por denúncias (1,85%), elogio (1,34%) e solicitação (1,17%).

O aumento das participações é o resultado de um conjunto de ações, tais como a implantação da ISO 9001, norma que padroniza sistemas de gestão de qualidade dos serviços públicos ou privados; o projeto ouvidoria ativa que atendeu mais de seis mil pessoas em 69 municípios, com o objetivo de informar a população sobre os canais da ouvidoria e o seu papel. Além do ciclo de palestras e a formação cidadão em ação que fortalece a participação social na gestão pública.

“O Governador preza pela transparência pública e a participação da população nos setores públicos. Através desta visão, a ouvidoria vem evoluindo no sentindo de modernizar os atendimentos e divulgar os seu papel dentro das comunidades”, ressalta o ouvidor geral do Estado, José Maria Dutra ao falar sobre o aumento das manifestações de 2017.

A maioria das manifestações de 2017, está relacionada aos órgãos da Secretaria da Administração (Saeb), Secretaria de Educação (Sec), Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) e Secretaria de Segurança Pública (SSP), que foram mais demandadas do ano.

O 0800 é o principal meio de contato utilizado pelos cidadãos para dialogar com a Ouvidoria Geral, com 89,99%. Na sequência aparecem a internet, com 5,52%, e-mail (1,12%); presencial (0,80%) e redes sociais (0,68%).
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.