OGE

07/03/2018 18:03

OGE é aprovada para participar do Concurso Inovação no Setor Público

A Ouvidoria Geral do Estado (OGE) está entre as 168 instituições públicas aprovadas para participar da 22ª edição do Concurso Inovação no Setor Público, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP).

O Concurso Inovação no Setor Público valoriza as equipes de servidores públicos que, comprometidos com o alcance de melhores resultados, dedicam-se a repensar atividades cotidianas por meio de pequenas ou grandes inovações que gerem melhoria na gestão das organizações e políticas públicas, contribuam para o aumento da qualidade dos serviços prestados à população e tornem mais eficientes as respostas do Estado diante das demandas da sociedade.

Para validação das iniciativas, foram considerados alguns critérios, entre eles, a apresentação e comprovação pela instituição de resultados de práticas inovadoras que promovam o aperfeiçoamento ou ampliação dos serviços prestados. Nesta perspectiva, a OGE apresentou a aplicação do método Comunicação Não Violenta (CNV) para tratar as relações humanas e padronizar os procedimentos operacionais e rotinas de trabalho.

A aplicação do método de resolução de conflitos tem como objetivos: facilitar o processo da Certificação NBR ISO 9001, recebido pelo órgão em dezembro; melhorar a qualidade do atendimento prestado pelo órgão; e possibilitar ao cidadão o acesso às informações relacionadas ao serviço público, com excelência na escuta e nos encaminhamentos das manifestações

A iniciativa da OGE é considerada inovadora por permitir o desenvolvimento de um trabalho interpessoal, de forma horizontal, dentro da administração pública, priorizando o desenvolvimento das relações humanas, através da CNV, para viabilizar o processo de implantação de um sistema de gestão de qualidade reconhecido internacionalmente.

Para o ouvidor geral, José Maria Dutra, a prática da OGE tem resultados efetivos na qualidade do atendimento ao cidadão. “A aplicação do método CNV possibilitou um ambiente de trabalho, não só do ponto de vista humano, mas operacional, que garantiu a excelência da escuta e o aprimoramento das respostas sobre os serviços públicos prestados pelo Estado ao cidadão”, finalizou.

Avaliação

Após a triagem interna, as práticas inovadoras seguirão para a etapa de Avaliação Preliminar Externa, em que os avaliadores montarão uma listagem preliminar a partir da média das notas obtidas (da maior para a menor). Na etapa seguinte, serão consideradas as 10 iniciativas com as melhores notas, em cada uma das três categorias. Por último, na Avaliação Final entre os Pares, as práticas finalistas farão apresentação oral para os pares, que selecionarão as cinco iniciativas premiadas em cada categoria.

Nesta edição, foram contempladas inscrições em três categorias: duas para as instituições do Poder Executivo Federal, nas modalidades Processos ou Políticas e Serviços; e uma para os poderes Executivos Estaduais e Distrital, na modalidade Inovação em Processos Organizacionais, Serviços ou Políticas Públicas.

Premiação – além do previsto no Edital Enap nº113/2017, os premiados passarão a compor o Banco de Soluções e o Repositório Institucional da Enap e estarão automaticamente habilitados a participar de eventos organizados ou viabilizados pela Escola e eventuais parceiros, com o objetivo de valorizar, aprimorar e disseminar a inovação no setor público.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.